5 de dezembro de 2012

Tarauacá e Jordão, uma história de resistência


Neste domingo, por ocasião da solenidade de diplomação dos vereadores, prefeitos e vice-prefeitos de Tarauacá e Jordão, lembrei-me dos tempos difíceis quando estávamos enfrentando os coronéis de barrancos para construir o partido em Tarauacá e depois na vila Jordão, quando ainda não era município.

Foram anos de sacrifícios subindo Rios, realizando reuniões e procurando construir uma consciência nova, com base na resistência as injustiças sociais e na proposição de novo projeto de esperança, na busca para fazer a inclusão dos "sem força e sem voz" no processo politico, econômico, social e cultural da nossa região.

No Jordão, o município que elegeu o comunista Élson Farias, o primeiro contato que fizemos com os moradores com o intuito de fundar o partido recebemos a forte reação dos seringalistas e da igreja, que na época dizia não aceitar que se falasse no partido no lugar. A Igreja fazia campanha aberta para evitar que o povo participasse das nossas reuniões. Hoje vivemos um novo tempo, além de eleger o prefeito, dos quatros vereadores que elegemos, um é pastor evangélico.

Os esforços não foram em vão, mais de duas décadas depois o povo elegeu e a justiça validou o processo eleitoral de Tarauacá e Jordão. Dos 24 eleitos nos dois municípios, (vereadores, prefeitos e vice-prefeitos) nove são do PCdoB. Sete vereadores, um prefeito e um vice-prefeito. Dedicamos essa vitória, a todos e todas, que nestes anos de embates, nos seguiram. Muitos não estão mais entre nós, mas seus familiares continuarão juntos, participando do adjunto e colhendo os frutos.

Um comentário:

Nyllson Oliveira disse...

Adiciona meu Blog no seu ! Já adicionei o teu !
http://lucianopatriciotk.blogspot.com.br/