28 de fevereiro de 2015

ACRE: Governo federal garante R$ 3 milhões para ajudar famílias alagadas

Occhi afirma que governo federal dará apoio efetivo ao Acre (Foto: Diego Gurgel/Secom)
O que eu vi hoje nas cidades do Alto Acre é de doer o coração. O momento agora é de ser solidário nessa fase de recuperação e apoio às famílias.” Esta foi a declaração do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, após visitar as áreas atingidas pela enchente do Rio Acre, nesta sexta-feira, 27, acompanhado pelo governador Tião Viana, senadores e parlamentares.

Durante entrevista coletiva realizada no Aeroporto Internacional de Rio Branco, Occhi afirmou que o governo federal garante apoio efetivo ao governo do Acre, para dar assistência às 23 mil famílias atingidas pela cheia histórica que ocorre no estado.

Ministério da Integração disponibiliza R$ 3 milhões em recursos para atender as famílias (Foto: Pedro Devani/Secom)
Prioritariamente, o governo federal enviou ao Acre, por meio do Ministério da Saúde, duas toneladas e meia de medicamentos para atender às populações de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri e Rio Branco. A ajuda humanitária do ministério inclui, inicialmente, a entrega de alimentos, água, colchões e material de higiene às famílias.

“Na segunda[2], vamos entregar aproximadamente 17 mil kits com esses produtos, para que o governo faça chegar aos municípios atingidos. A soma dos recursos já disponibilizados pelo Ministério da Integração, incluindo os kits e aluguel social, se aproxima de R$ 3 milhões”, contou o ministro.

Além disso, Occhi ressaltou que no domingo, 1º, chegam mais técnicos da Defesa Civil Nacional para fazer o mais rápido possível o levantamento nas cidades atingidas. O objetivo é de que mais casas do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) sejam entregues também na região do Alto Acre. “Esse é um pedido que o governador Tião Viana fez à presidente Dilma. Serão construídas cerca de 2 mil moradias para essas cidades e outras casas também para Rio Branco”, informou.

Para o governador Tião Viana, a intervenção do governo federal é essencial neste momento. “O ministro trouxe todo o apoio da presidente Dilma e como solução final em solidariedade à população, com a entrega dos kits e a construção de novas casas para as cidades atingidas”, afirmou.
Ministro reconhece ação imediata do governo

A velocidade com que o rio encheu tem sido também a velocidade da resposta do governador Tião Viana, dos prefeitos e do governo federal, em atenção imediata às famílias”, declarou Occhi.

Em nome do governo federal, o ministro reconheceu a parceria e comprometimento da bancada federal do Acre junto aos ministérios, para agilizar o mais rápido possível esse primeiro atendimento. “É importante que todos estejam juntos, a fim de que possamos eliminar os danos desses desastres e os impactos que acontecem a essas famílias”, concluiu Occhi.

Por Ana Paula Pojo
Da Agência Acre

Perpétua Almeida anuncia pagamento de R$ 25 mil para soldados da borracha

A ex-deputada federal e atual assessora especial do Ministério da Defesa Perpétua Almeida (PCdoB) informou, por telefone, ao governador Tião Viana que neste próximo mês de março cerca de R$ 200 milhões vão circular na economia do Acre.

Segundo Perpétua Almeida, trata-se da indenização de R$ 25 mil que será paga aos cerca de oito mil soldados da borracha, viúvas e dependentes legais no estado. No total, serão liberados R$ 325 milhões para 13 mil soldados, viúvas e dependentes.

A ex-deputada relatou que o pagamento, lhe fora comunicado diretamente pelo ministro Carlos Gabas, da Previdência Social, sendo proveniente da Emenda Constitucional 78, aprovada pelo Congresso.

“Fiquei emocionada com a notícia. Foram doze anos de luta no Congresso, de idas e vindas aos ministérios e à Presidência da República. É importante que se diga que, além da indenização de R$ 25 mil, eles continuarão recebendo a pensão vitalícia de dois salários mínimos”, assinalou a ex-deputada.

Muito satisfeita, Perpétua Almeida comemorou a vitória dos soldados da borracha, jovens da Região Norte e Nordeste que foram convocados, à época da Segunda Guerra Mundial, para servirem no esforço de guerra para a produção da borracha nos seringais da Amazônia.

“Estamos colocando fim a um ciclo de anos de luta em prol da valorização dos nossos heróis da pátria. Antes de mim, Aluízio Bezerra [ex-senador do PMDB do Acre] e Vanessa Grazziotin [atual senadora pelo PCdoB do Amazonas] também lutaram com outros presidentes. Dilma foi a única chefe da nação que se dispôs a conversar. Sei que eles merecem muito mais. Mas acredito que agora é hora de comemorar essa importante vitória”, avalia Perpétua.

Após 12 anos de alterações e intenso debate, o Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional nº 78/2014, que concede aos Soldados da Borracha e pensionistas a indenização de R$ 25 mil, somado ao pagamento mensal de dois salários mínimo. 

Tabela com o número de beneficiados em todo país:

Acre
6.895
Amapá
24
Amazonas
1817
Bahia
08
Ceará
107
Distrito Federal
12
Espírito Santo
14
Maranhão
07
Mato Grosso
78
Mato Grosso do Sul
6
Minas Gerais
4
Pará
1086
Paraíba
10
Paraná
5
Piauí
1
Rio de Janeiro
12
Rio Grande do Norte
100
Rondônia
1637
Roraima
30
Santa Catarina
20
São Paulo
15
Tocantins
8
TOTAL
11.896
(assessoria)

27 de fevereiro de 2015

JORDÃO: Prefeitura divulga local de prova do processo seletivo para contratação temporária de professores rurais

Prova objetiva será realizada neste domingo (1). Ao todo 249 candidatos concorrem a 67 vagas, sendo 46 para contratação imediata e 21 para cadastro de reserva.
Kezio Araújo e Tacilene Jorge, Assecom Jordão
A Prefeitura de Jordão, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEME), divulgou na tarde desta sexta-feira, 27, o local onde será realizada a prova objetiva, primeira etapa do processo seletivo simplificado para contratação temporária de professores que irão atuar na educação rural – anos iniciais e finais do ensino fundamental.
A prova objetiva é de caráter eliminatório/ classificatório e será realizada neste domingo (1), a partir das 8 horas, na Escola Jairo de Figueiredo Melo. Confira seu local de prova (clique aqui e baixe a relação de candidatos por salas).
No dia seguinte, segunda-feira (2), acontecerá o processo de entrega de currículos. Nesta segunda etapa – que não é de caráter eliminatório – só serão analisados os currículos dos candidatos que alcançarem pontuação igual ou superior a 50% de aproveitamento na prova objetiva.
Os candidatos deverão fazer a entrega da documentação na Sede do Conselho Municipal de Educação, ao lado do prédio da SEME, sito à Avenida Francisco Dias, na área central da cidade.
Ao todo 249 candidatos concorrem a 67 vagas, sendo 46 para contratação imediata e 21 para cadastro de reserva. As escolas Francisco Peres Bayma e Ossan Gavião tiveram apenas um candidato inscrito. Confira quem está concorrendo com você (clique aqui e baixe a relação de candidatos por vaga/escola)

26 de fevereiro de 2015

Deracre prepara reforma das pistas dos aeródromos de cidades isoladas

Pista de pouso do Jordão receberá reparos (Foto: Sergio Vale/ Secom)
O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (Deracre) já enviou para os municípios de difícil acesso – Jordão, Santa Rosa do Purus, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo –  insumos e equipamentos para fazer a reforma das pistas dos aeródromos dessas cidades, num investimento de R$ 1,3 milhão.
Segundo o major Oliveira, diretor de Operações do Deracre, a cheia dos rios da região facilita o envio dos insumos, que seguem de barco para os municípios, em contrapartida, devido às chuvas atrasa o início das obras.
“Não estamos medindo esforços para fazer essas reformas. O governo do Estado sabe que essas pistas são essenciais para esses municípios. Alguns serviços, como transportes de pacientes, envio de medicamentos e de alguns alimentos, só chegam ao município de avião”, comentou.

Jaqueline Teles

Terras indígenas já receberam cerca de R$ 60 milhões em investimentos

Terras Indígenas receberam investimentos nas áreas de saúde, educação, habitação, produção e turismo (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Terras Indígenas receberam investimentos nas áreas de saúde, educação, habitação, produção e turismo (Foto: Sérgio Vale/Secom)
O Acre tem em sua composição territorial 36 áreas indígenas, pertencentes a 15 povos. Com exceção dos povos isolados, todas essas comunidades receberam incentivo do Estado para áreas de produção, saúde, educação, habitação e turismo. Foram aproximadamente R$ 60 milhões em recursos para a implementação dos planos de gestão voltados à produção sustentável, ao fortalecimento institucional e à valorização cultural das comunidades.
Os planos de gestão são criados como um estatuto da terra, em que a própria comunidade aponta os potenciais das aldeias e as necessidades dos povos. Nos últimos quatro anos, o governo do Estado, por meio da Assessoria Especial de Assuntos Indígenas, promoveu diversas ações que contemplaram 28 terras indígenas, com parcerias com mais de 14 secretarias.

Zezinho Kaxinawá, responsável pela assessoria, explica que a meta para a próxima gestão é chegar às terras em que ainda não foram criados os planos de gestão e atualizar os projetos que já estão em desenvolvimento. “Nós já temos R$ 12 milhões garantidos para este primeiro momento. O recurso será investido no etnozoneamento das regiões que ainda não foram alcançadas pelos incentivos do governo”, disse.

Decisão de Juiz do Piauí manda tirar WhatsApp do ar em todo o Brasil


O Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí informou que o juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, expediu decisão mandando que uma empresa de telefonia suspenda temporariamente em todo o Brasil o acesso ao aplicativo de troca de mensagens instantâneas WhatsApp. Em nota para a imprensa divulgada nesta quarta-feira (25), o Núcleo de Inteligência diz que o mandado judicial foi expedido no dia 11 de fevereiro, após a empresa se negar a dar informações para uma investigação policial.

A informação também foi repassada pelo delegado geral do Piauí, Riedel Batista. "Existe um inquérito na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) e a delegada precisou de informações contidas no WhatsApp para embasar o caso e o aplicativo se negou a dar. O juiz determinou que as informações fossem prestadas e mesmo assim o aplicativo se negou", disse.

O G1 procurou o WhatsApp para tratar sobre a decisão judicial, mas a empresa ainda não se pronunciou sobre o assunto.

A nota do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança disse que os os “processos judiciais que originaram as referidas decisões tiveram início desde o ano de 2013, mas até o presente momento data (25) os responsáveis pelo WhatsApp não acataram as ordens judiciais”. A nota afirmou também que o mandado judicial foi encaminhado para as operadoras de telefonia móvel para que seja cumprido. O documento foi assinado pelos delegados Alessandro Barreto Gonçalves, Éverton Ferreira Almeida e Daniel Pires Ferreira.

"A Polícia Civil não sabe de muita coisa, pois ela só deu encaminhamento ao mandado do juiz para os órgãos competentes. Não sabemos quando o aplicativo deverá deixar de funcionar e nem por quanto tempo", disse o delegado geral, Riedel Batista.

Delegada Ana Kátia disse investigações ocorrem
desde 2013 (Foto: Fernando Brito/G1)
A delegada da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), Ana Kátia Esteves, em coletiva para a imprensa, disse que todas as empresas de telefonias foram notificadas sobre a suspensão do serviço ainda no mês de fevereiro deste ano. Ainda de acordo com ela, as empresas vêm descumprindo a ordem e cabe ao Núcleo de Inteligência o acompanhamento para o cumprimento das decisões judiciais.

"O procedimento de solicitação das informações junto ao WhatsApp vem desde 2013 quando o inquérito foi instaurado. A empresa não vem cumprindo as solicitações desde então, por isso, o juiz entrou com uma representação através da decisão judicial de suspensão do serviço no país. Ainda segundo a delegada, se a decisão de tirar aplicativo do ar não for atendida, pode caracterizar-se crime de descumprimento de ordem judicial, mas "quem vai decidir é o juiz", afirmou.

O juiz Luiz Moura Correia, autor da decisão, afirmou que não poderia dar informações sobre o caso já que o despacho se refere a um processo que corre em segredo de Justiça.

Do G1 PI

25 de fevereiro de 2015

JORDÃO: Prefeitura e Marinha do Brasil firmam parceria para regularizar condutores e embarcações do município

Bibil Aragão recebeu em seu gabinete os profissionais da Marinha do Brasil, onde firmaram parceria para regularização de embarcações e condutores.
A Marinha do Brasil por intermédio da Agência Fluvial de Eirunepé (AFE) está realizando no município a “Ação de Presença da Marinha”, que tem como objetivo realizar habilitação de condutores e fiscalização nas embarcações, observando a existência e condições de materiais de salvatagem, como coletes salva-vidas, bóias para resgate e também, extintores para os casos de embarcações de grande porte.
O atendimento está sendo realizado no prédio do executivo municipal e segue até a próxima sexta, 27. Na oportunidade será realizado o registro de embarcações do município.
Capitão Tenente Silveira é o responsável pela ação (Foto: Kezio Araújo/ Assecom Jordão)
“A agência trabalha com segurança da navegação, salva-guarda da vida humana nos rios e a prevenção da poluição hídrica. O objetivo é regularizar os condutores e fiscalizar embarcações, além de desenvolver a Ação de Presença na Marinha neste município”, disse o Capitão - Tenente Silveira, agente fluvial de Eirunepé, responsável pela ação no município.
Para o vice-prefeito Bibil Aragão, prefeito em exercício, a ação é indispensável, uma vez que grande parte da população é ribeirinha e utiliza diariamente o barco como principal meio de transporte.
Vice-prefeito Bibil Aragão destaca a importância da Ação para o município (Foto: Kezio Araújo/ Assecom Jordão)
“A prefeitura estará sempre à disposição para apoiar ações que venham beneficiar o povo. Com a habilitação nossos condutores poderão navegar de forma regular e com maior segurança”, destacou Bibil.
Assecom Jordão

Sem comida, energia e abrigos, desespero toma conta da população de Brasiléia

Captura de Tela 2015-02-24 às 19.43.13
Pelo menos 2.2 mil pessoas ficaram desabrigadas em Brasileia pela cheia do Rio Acre, que inundou praticamente toda área urbana da cidade. O desespero começa a tomar conta da população, que sofrem com a falta de comida, energia e abrigos. Populares relatam a situação de penúria que estão passando sem ter acesso aos serviços básicos de saúde, saneamento e segurança.
Além de todas as privações, os moradores ainda precisam se preocupar com “os piratas da alagação”, que saqueiam as residências atingidas pelas águas do Rio Acre. Desesperado, o prefeito do município, Everaldo Gomes (PMDB), criticou o governo do Acre e as autoridades federais pela falta de suporte que, segundo ele, Brasileia estaria passando sem nenhuma ajuda concreta.
“Pelo amor de Deus, ajudem Brasileia”, disse o peemedebista durante uma reunião com os deputados estaduais, na tarde de terça-feira (24), no Centro Cultural do município, um dos poucos lugares que ainda não foram tomados pela maior cheia de todos os tempos, registrada na região do Alto Acre. Gomes afirma que sua prefeitura não disponibiliza mais de recurso socorrer os desabrigados.
Nos abrigos improvisados e superlotados, populares reclamam da falta de alimentos, energia e material de limpeza. A ajuda que está chegando aos desabrigados são doações de empresários e da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), através do programa Aleac Solidária, que destinou cinco toneladas de produtos da cesta básica, limpeza e água mineral.
Os serviços de saúde também estão prejudicados em Brasileia. O Hospital Raimundo Chaar foi inundado, obrigando o município encaminhar os pacientes para Xapuri. A população também não disponibiliza de nenhum tipo de atendimento nos órgãos públicos estaduais e municipais, serviços bancários, telefonia e internet, deixando Brasileia isolada do resto do Estado.
As previsões não são animadoras para o município. Os comerciantes afirmam que estão sendo executados judicialmente por dívidas acarretadas ainda pela cheia de 2012. O presidente da Associação Comercial, Joaquim Lira disse que o governo do Acre prometeu anistia para alguns casos e parcelamento das dívidas, mas não cumpriu com o acordo firmado com os empresários.
Com os problemas se acumulando, o prefeito de Brasileia, Everaldo Gomes, vive um verdadeiro inferno. Com repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), sendo sequestrado para pagamentos de dívidas trabalhistas com a União, o gestor precisa fazer malabarismo para atender as demandas com os parcos recursos que ainda fazem parte da receita municipal.
Ray Melo, Ac24Horas

24 de fevereiro de 2015

JORDÃO: Nas redes sociais, internautas divulgam imagens de avião "atolado" na pista do município

Imagem publicada na página de Rosenir Arcênio (Foto: Reprodução/ Facebook)
Kezio Araújo, do Blog Fala Jordão – falajordao@gmail.com  
Já circulam nas redes sociais as imagens de um avião que teria "atolado" na cabeceira da pista do Aeroporto Santos Dumont, no município de Jordão, interior do Estado do Acre, durante a manhã desta terça-feira, 24, 
O internauta Rosenir Arcenio publicou as imagens em sua página oficial no Facebook, com o título “Avião da empresa Rio Branco atola ao fazer pouso em Jordão”.
Populares que presenciaram o acontecimento confirmaram a veracidade dos fatos e informaram que voluntários prestaram auxilio para mover a aeronave, de um pequeno trecho da pista –comprometido em função das constantes chuvas do inverno amazônico.
Em seguida, a aeronave modelo Bandeirante, prefixo OCW, da empresa Rio Branco Táxi Aéreo, decolou normalmente com destino à Tarauacá. Ainda hoje o avião deverá retornar à pista de Jordão e seguirá voo para a capital acriana.
PISTA ESTÁ PASSANDO POR REFORMAS
Procurado por nossa redação o Secretário de Obras da prefeitura de Jordão, Ademir Batista de Figueiredo, lamentou o ocorrido e destacou que o governo do Estado e a prefeitura estão empenhados em melhorar a qualidade da pista e oferecer maior segurança às pessoas que utilizam o serviço.
Ademir Figueiredo, Secretário de Obras da prefeitura de Jordão (Foto: Assecom Jordão)
“Esta é uma preocupação pessoal do prefeito Elson Farias que, recentemente esteve em Rio Branco solicitando os reparos na pista e o governador atendeu”, disse Ademir.
Ademir afirma que parte do serviço foi executada e que acabou a brita – um dos insumos essenciais, o que ocasionou uma pausa na execução das atividades. O secretário destacou que o incidente de hoje ocorreu em uma área que ainda não recebeu os reparos e que aguarda a liberação do material para conclusão da obra.

Senador Gladson Cameli garante ao governador Tião Viana apoio ao estado e municípios


Dando continuidade as ações parlamentares, o senador Gladson Cameli (PP-AC) realizou na manhã desta segunda-feira (23) visita institucional ao governador Tião Viana (PT), tendo como principal pauta o apoio às vítimas da enchente na capital, Rio Branco, e vários municípios do interior do estado.

Acompanhado do deputado estadual Nicolau Júnior (PP), Cameli declarou sua preocupação com os problemas causados pela cheia, e informou ao governador sobre a mobilização, através do coordenador da bancada federal, senador Sérgio Petecão (PSD-AC) para se reunir o mais rápido possível com os ministros da Integração Nacional, Gilberto Occhi (PP-MG), das Cidades, Gilberto Kassab (PSD-SP), e a Defesa Civil Nacional.

“Iremos reforçar nossa solicitação de recursos emergenciais no Ministério da Integração, Ministério das Cidades e na Defesa Civil. O ministro Gilberto Occhi acompanha diariamente o monitoramento dos nossos rios, e manteve contato com os prefeitos do Alto Acre, garantindo apoio e até uma visita ao estado se a situação piorar,” acrescentou.

Ainda com relação ao desenvolvimento do estado, o progressista conversou com o governador sobre a importância da Ponte sobre o Rio Madeira e a obra de elevação da BR- 364 nos trechos que ficaram inundados no ano passado. A conclusão do Projeto Cidade do Povo foi um dos assuntos colocados em pauta.

A saúde também foi discutida. Gladson garantiu trabalhar para indicar emendas parlamentares para o setor. O senador colocou seu gabinete à disposição do estado, e disse: “Como garanti durante a campanha eleitoral, estou aqui para colocar o meu gabinete à disposição do Acre. Vou trabalhar no que for melhor para o estado e para o Brasil, independente de cores partidárias porque o Acre e as pessoas estão em primeiro lugar”.

De acordo com Tião Viana, a visita do senador Gladson Cameli contribui para a democracia e para a política. O deputado Nicolau Junior afirmou que estará que na Aleac estará trabalhando no sentido de aprovar projetos que beneficiem toda sociedade acreana.

Da Assessoria

23 de fevereiro de 2015

TARAUACÁ: Rio Tarauacá volta a transbordar e atinge 10,25 metros neste domingo

Água já inunda algumas vias do município, mas nenhuma família está desalojada (Foto: Jardy Lopes/Assecom Tarauacá)
O Rio Tarauacá voltou a transbordar na manhã deste domingo, 22, chegando à marca de 10,25m. O prefeito do município, Rodrigo Damasceno, ressaltou que esta é a nona vez que o rio transborda desde novembro passado. Algumas ruas da cidade já estão com pontos de alagamento.

“Nós amanhecemos com o nosso rio em situação semelhante com a que estão vivendo nossos irmãos de Brasileia e Epitaciolândia. O Rio Tarauacá transbordou, mas ainda não há famílias desabrigadas”, comentou o prefeito.

Reuniões entre equipes de governo, prefeitura e Defesa Civil do município já foram realizadas para montar comissões que atuarão na assistência das famílias que forem atingidas pelas cheias do rio.

“As informações que chegam é que o Rio Jordão está bem cheio e um ponto que fica acima das cabeceiras do Rio Muru também está transbordado. Certamente essa água chegará ao nosso município e nós precisamos estar atentos porque deve encher ainda mais em Tarauacá”, informa Rodrigo Damasceno.

As pessoas que necessitarem de remoção das áreas que sofram alagamentos devem entrar em contato com o Corpo de Bombeiros do município, por meio do telefone 193. O batalhão dos Bombeiros conta com uma equipe qualificada e veículos disponíveis para fazer a retirada.

Os abrigos de Tarauacá já receberam cerca de 750 pessoas alojadas, cerca de 200 famílias, na alagação atípica registrada em novembro. “Mas, geralmente a população de Tarauacá costuma permanecer nas residências porque a maioria das moradias são altas, de palafitas e nós levamos a assistência até eles”, explica Damasceno.

Por Nayanne Santana
Agência Acre

Alan destinará emendas para ajudar famílias atingidas pelas enchentes no Acre

alan
Pela primeira vez na história, os deputados federais novatos terão direito a alocar emendas ao Orçamento da União no primeiro ano de mandato para ajudar seus estados.
Como a população de Tarauacá, Brasiléia e Assis Brasil enfrentam novamente as mazelas da alagação, o deputado Alan Rick (PRB-AC) já determinou à sua equipe parlamentar a elaboração de emendas orçamentárias para beneficiar as famílias atingidas pela alagação nesses municípios.
Direto do Planalto