15 de março de 2017

Justiça do Acre decide em liminar por continuidade de concurso da PM

 
SECOM/AC - Em mais uma decisão liminar divulgada pelo Tribunal de Justiça do Acre no final da manhã desta terça-feira, 14, o relator do processo, desembargador Pedro Ranzi, entende que a decisão da conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Naluh Gouveia, a respeito do concurso para contratação de novos policiais militares, também extrapola a competência constitucional da instituição.

Diante da decisão liminar, o desembargador Pedro Ranzi autoriza a manutenção do concurso público para a contratação de novos policiais militares. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) continua trabalhando para suspender a decisão cautelar da conselheira Naluh Gouvêia, que retira os efeitos das leis complementares 329, 330 e 331, que asseguram aumento da remuneração dos servidores da Saúde, Educação e Polícia Militar.

JORDÃO: Sanderson Moura convida a população para o lançamento do seu terceiro livro

"Oratória com Filosofia: no júri, na advocacia, na vida" é o título do terceiro livro escrito pelo advogado criminalista Sanderson Moura. O lançamento ocorre no dia 22 de março, às 19h30, no auditório do Centro de Cultura e Florestania, em Jordão.
Na ocasião, os exemplares serão autografados pelo autor. O livro pode ser adquirido ao preço de R$ 30.
A obra, de 245 páginas, é composta por 380 textos curtos, onde o autor cita mais de 150 livros e diversos mestres da arte de falar bem, filósofos e líderes, desde a antiguidade clássica até os dias atuais do advogado.

8 de março de 2017

Feliz Dia Internacional da Mulher


Família vende rifas e quer arrecadar R$ 54 mil para cirurgia de bebê

Pequeno Eduardo precisa de uma cirurgia e família faz rifa para arrecadar R$ 54 mil (Foto: Reprodução/Facebook)
A família do pequeno Eduardo, de apenas nove meses, decidiu vender rifas de um celular para arrecadar R$ 54 mil para uma cirurgia no bebê em São Paulo. A estudante Letícia Lopes Souza, mãe da criança, conta que ele nasceu com uma malformação no uréter, o que causa refluxo e a urina acaba voltando para os rins. Em decorrência do problema, o bebê sofre com constantes infecções e toma antibióticos diariamente. As rifas são vendidas por R$ 5.
Letícia relata que durante a gravidez entrou em trabalho de parto prematuro e precisou ir para Porto Velho (RO). Após uma ultrassom, foi detectado que Eduardo tinha um dilatação nos rins e na bexiga, mas somente após o nascimento a gravidade da malformação poderia ser verificada.
Com apenas oito dias de vida, Eduardo teve uma septicemia - infecção generalizada - e passou 15 dias internado.
Quando saiu do hospital em Porto Velho, o bebê foi encaminhados para Curitiba, onde passou por uma ureterostomia. A barriga dele foi aberta e o uréter retirado para que a urina saísse. O procedimento foi necessário após a descoberta de que o pequeno tinha refluxo vesico ureteral - quando a urina volta para os rins e causa a infecção - mas, após a cirurgia, as infecções continuaram e Eduardo precisa passar por uma nefrectomia.
"O objetivo da cirurgia era justamente aliviar o refluxo para que ele parasse de ter as infecções. O problema permanece, mesmo saindo xixi por dois lugares ainda não aliviou o suficiente. Como ele toma antibiótico todos os dias e as infecções continuam, os remédios estão se tornando resistente e até tentamos internar, mas ele é muito difícil de acesso de veia e não conseguiu ficar todo o tratamento", relata.
Após novos exames, foi detectado que o bebê tem uma duplicidade pieloureteral. A mãe explica que ao invés de ter um uréter em cada um dos rins para levar a urina até a bexiga, o filho possui dois em cada rim. As constantes infecções acabaram causando uma lesão em um dos rins. Por isso, a cirurgia também deve retirar uma parte do órgão para que o restante não seja infeccionado.
"Isso é o que faz a urina voltar para os rins. Como, após a cirurgia, ele não vai ter esse uréter a mais a tendência é acabar o refluxo que causa as infecções e faz ele perder as funções renais", explica.
O procedimento cirúrgico deve ser feito em São Paulo. Porém, como a família ainda não conseguiu o dinheiro, a cirurgia foi pré-agendada para o dia 6 de março. Caso consiga apenas parte do valor, a família pretende viajar e parcelar o restante. Duas pessoas também ofereceram uma rifa para um ensaio fotográfico e um jantar completo em um restaurante de Rio Branco.
"Dependemos disso e também dele não ter nenhuma infecção até a data da cirurgia, pois se estiver doente a operação não vai poder ser feita. Estamos à disposição para qualquer pessoa que queria ajudar, pegar um bloquinho para vender a rifa ou de outra forma. Estamos no aguardo", finaliza.
Quésia Melo, G1

3 de março de 2017

Edital do concurso da PM do Acre com 230 vagas é aberto; salário chega a R$ 3,3 mil

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Gestão Administrativa (SGA), divulgou na manhã desta sexta-feira (3) o edital de abertura do concurso público para provimento de vagas para o cargo de soltado da Polícia Militar do Acre.
De acordo com o edital, o certame oferecerá 230 vagas para nível médio. Serão 184 vagas para o sexo masculino e 46 vagas para o sexo feminino, 10 para o cargo de aluno soldado músico, 10 para o cargo de aluno soldado da saúde e 5 para auxiliar de saúde bucal.
A organizadora do concurso será o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade). O salário final do soldado da PM chegará a R$ 3.319,12.
As provas objetivas serão realizadas, simultaneamente, nas cidades de Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Rio Branco, Sena Madureira e Tarauacá, no estado do Acre conforme opção do candidato no ato da inscrição. CONFIRA O EDITAL
Folha do Acre

2 de março de 2017

Jordão muda expediente de órgãos públicos para conter gastos

Jordão reduziu a carga horária de órgãos públicos para conter gastos (Foto: Kezio Araújo/ Fala Jordão)
Como forma de contenção de gastos, a Prefeitura do Jordão decidiu mudar o horário de expediente nos órgãos públicos do município. Com a determinação, o horário de expediente para atendimento ao público passa a ser de 7h30 até às 13h30.
O decreto nº 03/2017 foi publicado nesta terça-feira (21) no Diário Oficial do Estado (DOE) e assinado pelo prefeito Elson de Lima Farias.
Na publicação, a administração municipal aponta que "uma nova adequação do horário de funcionamento das repartições públicas municipais proporcionará significativa redução nos gastos operacionais, inclusive dos gastos com energia elétrica, telefone, água e outros".
A secretária municipal de Gestão Administrativa, Maria Aparecida Santos Cunha, diz que o serviço interno permanece com carga horária de oito horas por dia. Além disso, o novo expediente não deve ser aplicado a serviços essenciais como os de emergência médica.
Assim, as unidades básicas de saúde, escolas municipais, creches, Conselho Tutelar e Centro de Referencia de Assistência Social (Cras) permanecem funcionando normalmente.
"Nosso objetivo é reduzir os custos operacionais, mas em nenhum momento os serviços essenciais vão ser prejudicados", afirma a secretária.
Quésia Melo, G1 AC